FOCOS DESENVOLVIMENTO HUMANO & ORGANIZACIONAL – Valéria DMN

O que existe entre os picos e os vales da vida?

A vida sempre oferecerá picos e vales no seu caminho e a maior diferença está no tempo em que você fica no vale e no pico. Aqui você já encontrará um caminho para dar seus passos e deixar o seu melhor rastro. Afinal entre o pico e vale é o seu caminho, o seu caminhar que fará a diferença. Valéria DMN www.focostreinamentos.com.br

 

 

A vida é mesmo incerta, quando você acredita que tem todas as respostas então às perguntas mudam. Quando você pensa que tudo está contra você, então bate o vento e de repente as coisas mudam. Só que evidente que não dá para ficar a espera do vento, do tempo para resolver. Se você quer mesmo ser feliz e ter sucesso em sua vida você precisa fazer alguma coisa. Talvez quebrar o que te prende, ou quem sabe soltar a ou as ancoras. Mais do que nunca é preciso se mexer.

Mesmo que você tenha muito pensamento positivo, eu posso lhe garantir que unicamente de forma isolada não funciona é preciso ter atitude. Agora para ficar menos tempo no vale você precisa ter atitudes assertivas, ou seja, que estas sejam coerentes com o pensamento, com aquilo que acredita e com os resultados que se quer alcançar.

Especialistas afirmam que pessoas que sabem onde querem chegar apresentam-se mais positivas, olham os fatos negativos como oportunidades, enfretam picos e vales, porém permanecem menos tempo no vale. Esta é uma das maiores diferenças entre as pessoas bem sucedidas.

Existem dois tipos de pessoas as que naturalmente ficam pouco tempo no vale, tempo suficiente para aprender, adquirir força e outras que podem aprender a ficar menos tempo. Sim existe esta possibilidde, com ferramentas e técnicas é possível. Logo abaixo ou já compartilho um caminho que você pode fazer para começar a praticar e ficar muito mais tempo no pico.

A melhor notícia é que todos nós vamos passar por picos e vales, o que determina a sua felicidade e o seu sucesso é quanto tempo você permanece nos picos e nos vales da vida. A diferença para isto está no modo como você faz o caminho, porque é o caminhar que separa pico e vale. Segue algumas indicações que poderão lhe guiar para este aprendizado.

Avalie como estão os seus passos.

  1. O que te faz caminhar todos os dias? O que te impulsiona? O que te inspira?
  2. Você sabe exatamente aonde quer chegar ou qualquer lugar serve?
  3. No fim do dia você olha o caminho percorrido e qual a nota de 0 a 10 você dá para o rastro que deixou?
  4. Quais são suas principais ações para atingir suas metas?
  5. Onde está a sua maior força? Qual o sentimento que te move?

Estas questões irão despertar a consciência de como você está percorrendo o seu caminho e a atenção dada a cada questão a ser avaliada podem a partir de agora gerar uma força em você para despertar o seu poder de realização. Empodere-se!

Espero ter promovido pelo menos a sua reflexão e quem sabe dado aquele empurrãozinho para você efetivamente t.b.c. (tirar o bumbum da cadeira).

“O caminho se faz caminhando, mas quem determina a intensidade de cada passo a ser dado é você. Acerte a direção e deixe a sua melhor marca.” Valéria DMN

 Valéria Dantas Machado do Nascimento
www.focostreinamentos.com.br
Coach Palestrante Consultora